Vinhos brasileiros têm novo embaixador nos Estados Unidos

Compartilhe

Os vinhos e espumantes brasileiros têm um novo embaixador nos Estados Unidos desde o início de julho. A tarefa é do espanhol Pablo Paredes, cuja missão é promover a imagem da bebida nacional no mercado norte-americano, um dos cinco prioritários do projeto Wines of Brasil, desenvolvido em parceria entre o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Captura de Tela 2015-07-24 às 12.21.29

Pablo Paredes, cuja missão é promover a imagem da bebida nacional no mercado norte-americano

Na última semana, Paredes esteve no Brasil, onde foi apresentado à equipe do instituto, em Bento Gonçalves (RS), e visitou vinícolas na Serra Gaúcha e em Santa Catarina.”A impressão foi muito positiva, melhor do que eu esperava. A Serra Gaúcha tem uma geografia perfeita para o cultivo de vinhedos. As vinícolas estão muito qualificadas, com tecnologia igual a de outras regiões produtoras do mundo e muito preparadas para o mercado dos Estados Unidos”, avaliou Paredes, antes de partir para conhecer as empresas catarinenses.

Graduado em Administração de Empresas e em Engenharia Técnica e mestre em Comércio Internacional, o novo brand ambassador tem desde pequeno uma relação com o mundo do vinho. A família dele possui pequenos vinhedos e elabora vinhos na província de Valladolid, no norte da Espanha, na região de Ribera del Duero. Em Miami desde 2012, já trabalhou nos Estados Unidos para vinícolas espanholas de Ribera e de Rioja.

“O consumidor americano tem um nível de educação alto, poder aquisitivo de médio a alto e é interessado em conhecer e aprender sobre novos produtos. Por isso é muito comum o consumo de vinhos by the glass (em taça). Isso é uma ótima oportunidade para os vinhos brasileiros. A cultura do vinho é crescente e o consumo médio per capita é de aproximadamente 15 litros por ano”, explica, acrescentando que as variedades tintas Merlot e Cabernet Sauvignon e a branca Chardonnay são as mais apreciadas.
Os Estados Unidos é o único país entre os cinco prioritários do Wines of Brasil que conta com um profissional dedicado a trabalhar na promoção dos vinhos e espumantes brasileiros. Os outros mercados-alvo são Alemanha, Países Baixos (Holanda), China e Reino Unido. A função foi criada em 2013.

Compartilhe

COMENTE SOBRE A MATÉRIA