CORAL PAULISTANO ENCONTRA VALSAS EM DEZEMBRO NA SALA DO CONSERVATÓRIO

Compartilhe

O Coral Paulistano Mário de Andrade faz concerto neste sábado (5/12), às 17h, na Sala do Conservatório, localizada na Praça das Artes, com ingressos a R$ 20. A apresentação integra a série “Coral Paulistano Encontra a Dança” e em sua última edição do ano faz homenagem à Valsa. A direção artística é de Martinho Lutero Galati de Oliveira com participação dos pianistas Renato Figueiredo e Rosana Civile.

CPMA__Sala do Conservatorio_9 maio_Foto 26 Luiz Casimiro_reduzida[5]

Na apresentação do Coral Paulistano, o repertório contemplará compositores brasileiros e internacionais. Desde Chico Buarque e Lamartine Babo, dois dos mais importantes músicos brasileiros, até compositores como Johann Strauss, um dos mais famosos compositores do gênero.

A Valsa nasceu, inicialmente, como dança, na Áustria e Alemanha no início do século XIX. Sendo posteriores as composições como gênero musical. Em 1808, com a vinda da Corte Portuguesa, a valsa chegou ao Brasil. A valsa vienense foi trazida pelo músico austríaco Sigimund von Neukomm, professor de D. Pedro I. O gênero fez sucesso entre a nobreza e demais classes sociais, dando origem a outros ritmos, como as serestas. Entre os compositores brasileiros que possuem a valsa em seu repertório estão: Villa-Lobos, Carlos Gomes, Ernesto Nazaré, Chiquinha Gonzaga, Zequinha de Abreu, Pixinguinha, Tom Jobim e Chico Buarque.

O concerto é o último da série “Coral Paulistano Mário de Andrade Encontra Dança”. Ao longo do ano, o grupo artístico da Fundação Theatro Municipal, que tem como seu diretor artístico o maestro Martinho Lutero, apresentou na Sala do Conservatório, na Praça das Artes, vários estilos de dança – desde o samba, até as danças folclóricas, passando por marcha, tango, frevo, flamenco, entre outras.

Coral Paulistano Mário de Andrade

Fundado em 1936 por Mário de Andrade, então diretor do extinto Departamento de Cultura desta capital, o Coral Paulistano nasceu sob o impacto do movimento modernista, tendo como missão fundamental a difusão do “cantar brasileiro”. Desde 2013 o maestro Martinho Lutero assumiu a direção artística do grupo que tem como principal objetivo fomentar a produção musical contemporânea, acentuar seu caráter de referência para os corpos corais da Cidade de São Paulo.

SERVIÇO

“Coral Paulistano encontra a dança”

Valsas

Coral Paulistano Mário de Andrade

Direção Artística - Martinho Lutero Galati de Oliveira

Programa:

GAETANO DONIZETTI

Il segreto per esser felici (da ópera Lucrezia Borgia)

CHICO BUARQUE

Valsa Brasileira

FRANCIS POULENC

Les chemins de l’amour

CLAUDE DEBUSSY

La plus que lente

JOHANNES BRAHMS

Liebeslieder Walzer (seleção)

CHICO BUARQUE

Valsinha

LAMARTINE BABO

Sonhei que tu estavas tão linda

GAETANO DONIZETTI

Brindisi (da ópera Il Campanello)

JOHANN STRAUSS

An der schönen blauen Donau (piano a quatro mãos)

GIACOMO PUCCINI

Quando m’en vo (Valsa de Musetta, da ópera La Bohème)

FRANZ LEHAR

Tace il labbro (da ópera  Die lustige Witwe)

GIUSEPPE VERDI

Brindisi (da ópera La Traviata)

05 de dezembro de 2015, sábado, às 17 horas

Praça das Artes – Sala do Conservatório

Av. São João, 281- Centro – São Paulo.

Próximo às estações Anhangabaú e São Bento do Metrô

Ingressos: R$ 20 (com meia-entrada)

Capacidade: 200 lugares

Duração: Aproximadamente 60 minutos

Classificação etária: A partir de 10 anos.

www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo

Bilheteria Sala do Conservatório – Praça das Artes

De segunda a sexta das 10h às 19h.

Sábado, domingo e feriados das 10h às 17h.

Em dias de espetáculos, até o início do evento;

Bilheteria do Theatro Municipal

De segunda a sábado das 10h às 19h.

Domingo das 10h às 17h.

Nos espetáculos à noite, até o início do evento;

Em dias de espetáculos pela manhã, a partir das 9h.

Compartilhe