MCB e Editora da Cidade promovem o lançamento do livro “MASP: estrutura, proporção, forma”, de Alexandra Cárdenas

Compartilhe

A Editora da Cidade, da Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, e o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, promovem o lançamento do livro “MASP: estrutura, proporção, forma”, de autoria da arquiteta Alexandra Silva Cárdenas e revisão técnica e adaptação de Marcelo Suzuki e Roberto Rochlitz, no dia 18 de novembro (quarta-feira) às 19h, com entrada gratuita. A publicação aprofunda, a partir de novos desenhos técnicos, fotografias e modelagem eletrônica, a análise do projeto da arquiteta Lina Bo Bardi para o Masp, enfatizando o projeto estrutural do engenheiro Figueiredo Ferraz.

Captura de Tela 2015-11-09 às 16.11.48

“MASP: estrutura, proporção, forma”, que integra a Coleção Obras Fundamentais, é patrocinado pelo CAU-SP e foi desenvolvido sob coordenação dos professores da Escola da Cidade Anderson Freitas, Fabio Valentim e José Paulo Gouvêa, em parceria com a arquiteta Alexandra Cárdenas, os arquitetos Marcelo Suzuki, Marcelo Ferraz e o engenheiro Roberto Rochlitz. No lançamento no MCB, a equipe do livro estará presente para uma mesa-redonda.

“Este livro inaugura uma coleção que pretende, de forma didática, elucidar para estudantes, profissionais e diletantes de arquitetura construções que inegavelmente contribuíram para a evolução do pensamento arquitetônico. Obras que não se restringiram a responder a demanda exigida pelo programa, mas acabaram por se tornar verdadeiros manifestos da sociedade contemporânea no Brasil para o mundo”, afirma o professor e editor Anderson Freitas. “Com o intuito de esclarecer objetivamente intricados sistemas estruturais e construtivos através de desenhos esquemáticos e textos, esta coleção acaba por também resgatar fatos importantes que contextualizam o momento histórico que precederam estas obras.”

“A futura sede do Museu de Arte de São Paulo encontra em sua estrutura um dos pontos altos da atual técnica de engenharia. (…) ponto central desta arquitetura, ela alcança a simplicidade em uma grandiosidade pura, tanto pelas suas dimensões como pela clareza da solução. (…) Em resumo, o exposto é a síntese desta estrutura que resiste a esforços surpreendentes, procurando expressar com fidelidade o que a arquitetura comunica estética e funcionalmente”, escreveu Lina Bo Bardi nos anos 1960. “Acho que no MASP eliminei o esnobismo cultural tão querido pelos intelectuais (e os arquitetos de hoje), optando pelas soluções diretas, despidas”.

“Como se poderá conferir no livro, o extraordinário vão deste importante museu da cidade de São Paulo não é resultado de um mero capricho projetual de Lina Bo Bardi. Suas razões extrapolam a questão técnica, ou melhor, é justamente a excelência técnica em relação ao concreto armado já empregada no Brasil em larga escala naquele momento que permitiu a existência deste complexo equipamento, de maneira a preservar a relação visual existente e também já consolidada pelo uso público na Av. Paulista”, conclui Anderson Freitas.

Coleção Obras Fundamentais
O livro “MASP: estrutura, proporção e forma” inaugura a Coleção Obras Fundamentais, tendo como objeto de estudo o prédio desenhado por Lina Bo Bardi no final dos anos 1950 e inaugurado em 1968. O livro inclui uma ampla análise do complexo sistema estrutural desenvolvido para viabilizar a construção do edifício. Em 2016, o segundo volume desta coleção será sobre o edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, do arquiteto João Batista Vilanova Artigas, organizado pelo também professor e arquiteto Antonio Carlos Barossi.

FICHA TÉCNICA
“MASP: estrutura, proporção e forma”
Texto: Alexandra Silva Cárdenas
Adaptação e revisão técnica: Marcelo Suzuki e Roberto Rochlitz
Edição: Marcelo Carvalho Ferraz
Produção editorial: Marina Rago Moreira
Tradução: Beatriz Rahal Castro
Revisão: Thais Rimkus
Projeto gráfico e diagramação: Três Design
Desenhos técnicos e modelagem eletrônica: Alexandra Silva Cárdenas, Marcelo Suzuki e Vitor da Silva Costa
(Esta publicação ocorre no âmbito das comemorações do centenário de nascimento da arquiteta Lina Bo Bardi)

Compartilhe

COMENTE SOBRE A MATÉRIA