2º Festival Carioca de Arte Pública chega à região histórica da Leopoldina

Compartilhe

Um grande cortejo pelas ruas do subúrbio do Rio de Janeiro marcará a chegada do 2º Festival Carioca de Arte Pública ao bairro da Penha no próximo sábado. Saindo de Marechal Hermes, onde marcou presença desde meados de junho, a caravana dos “artistas públicos” vai desembarcar na Praça Santa Emiliana, no IAPI, onde os grupos que compõem a trupe vão se encontrar com artistas locais e, após montar uma grande tenda, iniciarão as atividades para dar sequência às comemorações pelos 450 anos de aniversário da cidade.

IMG_1280 (Custom)[8]

Com início em abril, na Praça Seca, em Jacarepaguá, de lá o festival foi para a Praça XV de Novembro em Marechal Hermes, chegando agora à Praça Santa Emiliana, no IAPI da Penha. Serão dois meses de apresentações e aulas espetáculos ao ar livre no espaço aberto da praça com cadastramento de todos os artistas nos dias de atividades.

No final de outubro, o projeto deste ano se encerra para voltar a fazer da Cidade Maravilhosa um imenso palco em movimento em 2016, no 3º Festival Carioca, revelando cada vez mais “artistas públicos” e gastando muita sola de sapato.

Com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura e com o apoio da Secretaria Estadual de Cultura e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a iniciativa, em conjunto, do Instituto Tá Na Rua, Companhia Brasileira de Mystérios e Novidades e Grupo Boa Praça, é coordenada por um dos maiores expoentes e fomentadores da arte e cultura nacional, o ator, diretor e teatrólogo, Amir Haddad. “A Arte Pública é uma proposta, uma linguagem para a cidade, levando cores e possibilidades, tirando as flechas do peito do Padroeiro São Sebastião”.

- O conceito de “Arte Pública” ainda é muito novo e, ao mesmo tempo, muito antigo. Uma arte que se faz e que se produz para todos, sem distinção de classe ou nenhuma outra forma de discriminação, podendo ocupar todo e qualquer espaço, e com plena função social de organizar o mundo, ainda que por instantes, fazendo renascer na população a esperança. Um direito de todo e qualquer cidadão – ressalta.

“Quando a Linguagem se fortalece, a Violência desaparece”

(William Shakespeare)

Fórum de Arte Pública

Programação Dia 22 de agosto:

08h: Concentração para saída de Marechal Hermes;

9:30h: Cortejo da Praça XV de Novembro em direção à Praça Montese;

11h:- Chegada à Praça Marechal Mauricio Cardoso, Penha;

Confraternização com os artistas na Praça Marechal Mauricio Cardoso;

12h: Cortejo em Direção à Praça Santa Emiliana, IAPI;

13h: Chegada do Cortejo à Praça Emiliana,

13h30h: Grupo Infantocata (Bonecões e Grupo Anauê de Carimbó)

14h:30h – Apresentação de Dança cigana da Turma do Greip

                -Espetáculo Colombina (Grupo Será o Benedito)

                -Passeio de Palhaços (Grupo Será o Benedito)

14h50h: Dança de Salão com Ney Costa

15h10h : Companhia Brasileira de Mystérios e Novidades espetáculo “Gigantes pela Própria Natureza”

16h40: Palhaço Seboso

17h: Grupo Tá Na Rua Espetáculo “Geografia Popular  do Tá Na Rua”

Dia 24/8 – Praça Santa Emiliana (IAPI)

19h: Fórum Carioca de Arte Pública – Encontro de discussão e reflexão sobre o Espaço, o Artista e a Arte Pública.

Compartilhe

COMENTE SOBRE A MATÉRIA