José Mojica Marins recebe troféu no 44º Festival de Cinema de Gramado

Compartilhe

José Mojica Marins, mais conhecido pelo seu personagem sinistro Zé do Caixão, vai ser homenageado no dia 30 de agosto com o Troféu Eduardo Abelin, durante o 44º Festival de Cinema de Gramado. Essa honraria é entregue somente a grandes nomes da área técnica do cinema nacional. Mojica foi definido pelo curador Rubens Ewald Filho que o considerou como uma das personalidades mais “marcantes e fundamentais do cinema brasileiro”.

A homenagem reverencia o inegável legado ao gênero do horror que Marins ajudou a construir e consolidar no Brasil com seu eterno personagem Zé do Caixão, mas também destaca o talento de Marins como diretor, roteirista e produtor.

Ze-do-Caixao-ok-1000x485@2x

Considerado o mestre do horror brasileiro, o paulista desbravou o gênero com muita sátira e provocação, como em “À Meia-Noite Levarei Sua Alma”, onde, em plenos anos 1960, chocou a moral da época ao colocar seu icônico personagem comendo carne crua em plena sexta-feira santa.

No início da carreira, Mojica chegou a criar escolas de interpretação para levantar recursos para suas produções. Não demorou muito para que seu empenho surtisse efeito: já em 1957, lançou “Sina de Aventureiro”, projeto que seria seguido por outras 50 produções em uma carreira que sempre se manteve ativa ao longo de mais de seis décadas.

Marins completa o quarteto de homenageados do 44º Festival de Cinema de Gramado, composto ainda por Sonia Braga (Troféu Oscarito), Tony Ramos (Troféu Cidade de Gramado e a argentina Cecilia Roth (Kikito de Cristal). A 44ª edição do evento serrano acontece de 26 de agosto a 03 de setembro.

Compartilhe