Festival encerra com sucesso em Gramado

Compartilhe

9Gastronomia_0419

9º Festival  de Cultura e Gastronomia de Gramado encerrou neste domingo, 15 de outubro, com um excelente público que lotou as ruas do evento e a Rua Coberta para receber Ivan Lins. O evento registrou um aumento de 155% nas vendas em comparação a última edição – nos 10 dias de evento.  As atrações culturais, as oficinas da Cozinha Experimental, o encontro inédito de enólogos de Mendoza, os chefs das principais Bodegas, o circuito de rua de gastronomia com os restaurantes gramadenses, vinhos e cerveja artesanal, formaram o cenário perfeito para uma edição histórica.

“O Festival foi um sucesso, conseguimos ter a felicidade de um domingo de muito sol para que as pessoas pudessem aproveitar todas as atividades e provar ainda mais da nossa gastronomia misturada com a gastronomia argentina. Tivemos um crescimento muito importante nas vendas das comidas de rua, vinhos e das cervejas e uma programação cultural que uniu todos e integrou as duas culturas.  A parceria com a Argentina foi sem dúvida um dos motivos de sucesso – mostramos para os turistas e gramadenses um pouco da cultura argentina através da gastronomia, dos vinhos, do bate-papo com os chefs e enólogos – além de mostrarmos todo o potencial de Gramado para os argentinos”, destacou Josiano Schmitt, Presidente do Conselho da Gramadotur.

Os Festins – jantares harmonizados com vinhos e assinados pelos chefs Matías Aldasoro (Vinícola Zuccardi/ Mendoza), no Bouquet Garni e Santiago Maestre (Casal Vigil/ Vinícola El Enemigo/Mendoza), no Nonno Mio – repetiram o sucesso da primeira semana e tiveram ingressos esgotados e demostraram a integração das técnicas e ingredientes das duas culturas tema do evento.

O ponto alto da programação cultural foi a apresentação do músico Ivan Lins – responsável pelo show de encerramento. Ivan reviveu no palco seus principais sucessos e cantou junto do público que lotou e em coro acompanhou todas as canções. Ivan Lins ainda disse, entusiasmado, que Gramado é sua cidade favorita.

A Cozinha Experimental foi palco de grandes encontros – como as degustações técnicas e palestras com Matías Michelini e Juan Pablo Michelini – os dois comandam as renomadas bodegas Zorzal e Superuco. A Zozal, com apenas três anos de história, já teve um de seus rótulos premiados, como o de Melhor Malbec pelo Argentina Wines Awards 2010. O Público pode acompanhar, conhecer as histórias, processos e experimentar diferentes rótulos das marcas.

Alejandro Vigil, enólogo chefe da Catena Zapata, uma das principais vinícolas de Mendoza, é um dos nomes que define a produção atual de vinhos na Argentina, também foi um dos nomes que circularam e enriqueceram ainda mais o evento neste último final de semana.

Ainda, uma mesa redonda para tratar das similaridades entre vinhos argentinos e brasileiros criando uma identidade latino-americana entre as marcas, reuniu enólogos nacionais e argentinos.

As oficinas realizadas em parceria com o SENAC Gramado e UCS da Região das Hortênsias teve turmas lotadas e o público conferiu de perto diferentes receitas.

O Concurso Melhor Chef – uma promoção do Senac, premiando o melhor chef do evento, contou com três finalistas e consagrou o chef Cassiano Melo como bicampeão, com o prato Bife ancho com caramelo de alho. Entre os jurados o casal Masterchef Taise Spolti eValter Herzmann.

A tradicional Corrida de Garçons contou com mais de 20 inscritos e consagrou o garçom Benjamim Rubem Marques Correa, do Di Pietro como vencedor.

Brasil e Uruguai

O Festival também marcou e consolidou a 10º edição do evento que será entre Brasil e Uruguai – Gramado e Maldonado. O Parque Gaúcho foi palco desta integração, que contou com almoço tipicamente gaúcho e regado de tradição e história.

“Estamos muito felizes em anunciar a parceria com o Uruguai e a cidade de Maldonado. Vamos fortalecer ainda mais a gastronomia de Gramado, o turismo e integrar duas culturas muito ricas”, destacou o presidente da Gramadotur, Edson Néspolo.

O Secretário de Turismo de Maldonado, Francisco Chiossi, afirmou que participar do Festival será um marco para o turismo entre os dois Países.

“É um prazer e uma honra assumir este compromisso com Gramado. Faremos juntos um grande evento”, finalizou Chiossi.

Cultura gaúcha em evidência

O evento contou ainda com o Centro Integrado de Cultura, junto ao Coreto, na Praça Major Nicoletti. O espaço cultural recebeu turistas e visitantes com degustação de Chimarrão – uma bebida que integra culturalmente os dois países – Brasil e Argentina. O público pode apreciar uma pequena exposição de objetos museolizados, que contam a história dos usos e costumes ligados a tradicional bebida dos gaúchos, o símbolo maior da hospitalidade gaúcha. O espaço tem assinatura da Matería Capitão Rodrigo.

E aos finais de semana, a Facas SG realizou ao vivo a confecção de facas artesanais, os mais curiosos puderam se aventurar e forjar uma faca.

Compartilhe